Sobre este blog

Amigo leitor, junto com uns amigos criamos um blog para auxiliar professores, acabei me apaixonando e tornando-me um "blogueiro".

Decidi então criar este espaço com o objetivo de emitir meu ponto de vista sobre Teologia, Política, Pedagogia, concursos, atualidades e, especialmente, postar meu caderno de estudos em Direito, só que mais organizado do que o manuscrito (risos)! Bem-vindos!

TEOLOGIA - Blogueiros assembleianos lançam selo pela unidade no Centenário

Um grupo de blogueiros assembleianos aderiu à campanha pela unidade nas comemorações do Centenário das Assembleias de Deus. O pastor Carlos Roberto, em recente encontro com o responsável por coordenar tais atividades, mencionou o tema e algumas semanas depois o pastor Geremias do Couto o trouxe para o blog com a postagem: Centenário da AD no Brasil: de que lado você está? Logo o irmão Luís, do blog evangelização, sugeriu que se criasse um selo para fomentar a ideia, que foi imediatamente encampada por outros colegas.

Alguns dias depois o irmão Elian Soares, do blog Evangelismo e Louvor, preparou o primeiro rascunho, o qual, depois de receber diversas sugestões, entre as quais a do companheiro Robson Silva, resultou no selo que acabamos de publicar em nossos blogs como uma das ferramentas para alavancar a campanha em favor de uma comemoração unida de todos os assembleianos, no ano do Centenário, incluindo CGADB, CONAMAD e a igreja-mãe, em Belém, PA.

O selo teve como idéia tornar a logomarca oficial do Centenário um quebra-cabeça, onde cada peça representa um ministério, visto que a nossa igreja forma esse grande mosaico com diferentes ministérios e convenções. As quatro mãos que montam o quebra-cabeça significam que a unidade em torno das comemorações do Centenário depende da boa vontade dos líderes e respectivos ministérios e convenções. Nosso papel é fomentar e ajudar essas mãos a montar o quebra-cabeça. Cremos que com a ajuda de Deus poderemos chegar lá. Mas no mínimo fizemos a nossa parte.

Trata-se de uma campanha sem partidarismos, sem donos e espontânea, que pretende estar acima de qualquer facciosismo, visando um verdadeiro congraçamento que contribua para celebrar a unidade, e para o seu fortalecimento, evitando que ela fique mais esgarçada em razão de comemorações que se prenunciam divididas, e que, desta forma, não representam os verdadeiros anseios do povo assembleiano.

Estes são os blogs que lançam, simultaneamente, a campanha na blogosfera cristã e, sobretudo, assembleiana:

A Supremacia das Escrituras, Marcello Oliveira.
A serviço do Rei Jesus, Ev. Jairo Elin.
Alerta final, Gesiel Costa.
Blog da Adélia Brunelli.
Blog do pastor Robson Aguiar.
Blog do pastor Newton Carpinteiro.
Blog do Marcelo Vieira
Blog da UMADEMA
Blog do pastor Eliel Gaby.
Blog do Ivan Tadeu.
Blog do Pr. Flávio Constantino.
Blog do Pr. José Paulo Porte
Blog do Pr. Levi Agnaldo
Cristianismo Radical, Juber Donizete.
Cristo é a Vida, Pb. Uilton Camilo
Dispensação da Graça Pr Andre Costa
Esboçando a Palavra
E agora, como viveremos?, Valmir Milhomem.
Encontro com a Bíblia, Matias Borba.
Geração Que Lamba, Victor Leonardo Barbosa.
Ide e Anunciai
Manhã com a Bíblia, Geremias do Couto.
Ministério São Paulo, Pr. Brunelli
O pregador, Pb. Juari Barbosa.
O Balido, Judson Canto
Palavra de Mulher, Sarah Virgínia
Philadelfia – Evangelismo e Louvor, Elian Soares.
Plenitude da Graça
Point Rhema, Carlos Roberto Silva.
Profetizando a Palavra, Pb. Uilson Camilo.
Prossigo para o Alvo, Robson de Souza.
Reflexões sobre quase tudo, Daladier Lima.
Teologia Pentecostal, Gutierres Siqueira.
Victória Antenada, Victória Virgínia

Se você deseja ver o povo assembleiano unido nas comemorações do Centenário, una-se conosco. Se você deseja ver as filhas em todo o Brasil ao lado da igreja-mãe comemorando a chegada dos pioneiros Gunnar Vingren e Daniel Berg há 100 anos na cidade de Belém, PA, trazidos pelo Espírito Santo para espalhar o fogo do movimento pentecostal no país, divulgue esta mensagem para outros blogueiros e coloque no seu blog o selo que ora lhe sugerimos.

Seja um fomentador da unidade nas comemorações do Centenário das Assembleias de Deus. Deus pode usar este movimento para aparar arestas, fazer cair por terra vaidades pessoais e cessar toda polarização que hoje tem sido motivo de muita tensão e discórdia entre as nossas lideranças.

Que o Senhor nos ajude.

ETC - 100 anos do dia internacional da mulher

Em 2010 faz 100 anos que Clara Zetkin (imagem ao lado) propôs e foi aprovado durante o Congresso Internacional das Mulheres na Noruega a criação de um dia internacional de proteção aos direitos das mulheres.

A data foi escolhida em homenagem a 129 mulheres que em 8 de março do ano de 1857 foram literalmente queimadas pelo seu patrão, proprietário da fábrica Cotton em Nova Iorque, simplesmente por exigirem um mínimo de dignidade aos deploráveis teares.

Ontem um "jornalista" alagoano afirmou que a violência contra as mulheres começa na Bíblia Sagrada (sic). Esse jornalista já chegou a afirmar que Jesus operou apenas uma dezena de milagres quando esteve da terra. Não precisa explicar que como teólogo leigo ou jornalista é um fracasso total.

A maioria dos jornalistas não querem que leigos se metam a jornalistas, mas infelizmente alguns "jornalistas" se metem a tudo, inclusive a teólogos leigos. Santa paciência.

Temos plena convicção que a Bíblia Sagrada estabeleceu princípios universais sobre a igualdade entre as pessoas, elevando a dignidade de todas as mulheres.

Nesta data, aplaudo as mulheres edificadoras, sábias, valorosas e portadoras de uma fé genuína.

TEOLOGIA - Chove peixe vivo no deserto na Austrália


Provavelmente jamais se ouviria falar da cidade de Lajamanu, na Austrália, se não fosse pelos acontecimentos da semana passada. Por dois dias seguidos, quinta e sexta-feira, choveu peixe.

Centenas de peixinhos brancos caíram do céu para total espanto da população local.

E para ter noção das dimensões do "espanto", interessa salientar que Lajamanu fica no meio do deserto de Tanami e que se pode andar centenas de quilómetros em qualquer direcção sem encontrar o menor indício de água, seja doce, salgada, com ou sem gás.

O espanto só não foi maior porque há registos de que já tenha ocorrido antes, em 1974, e mais recentemente, em 2004.

Para os meteorologistas, a única explicação para a precipitação piscosa é um tornado. Os peixes teriam sido sugados para o céu num qualquer canto do mundo e caíram em Lajamanu.

Mesmo assim, não houve registos de nenhum tornado nas imediações da cidade, de modo que o advento da chuva de peixe permanece um mistério.

Christine Balmer, moradora da cidade australiana, confirmou que os peixes ainda estavam vivos quando caíam do céu. «Graças a Deus não choveram crocodilos», afirmou.


Postou Zé Luís lá no Genizah, que comenta:

Se digo que Deus, para saciar a fome de seu povo, mandou um bando de cordonizes usando o mesmo método, certamente um ateu riria, caçoando da minha credulidade. E agora, que o que chove é peixe? Quem está rindo?

Fonte: http://www.genizahvirtual.com/2010/03/chove-peixe-vivo-no-deserto-da.html

CONCURSOS - Denúncia: Concursos Públicos em ano de eleição podem servir para campanha eleitoral


Dinheiro arrecadado em inscrição por empresas não sofre fiscalização

por Emanuelle Oliveira

Denúncia: Concursos Públicos em ano de eleição podem servir para campanha eleitoral
Para este ano, quando serão realizadas eleições para presidente da república, deputado federal e estadual, governador e senador o governo federal pretende realizar concurso público destino ao preenchimento de cerca de 15 mil vagas. Os editais já foram abertos para cargos em ministérios e outros órgãos, somando 10.583 vagas.
Em Alagoas o concurso dos Correios, Banco do Nordeste – cadastro de reserva - e auditor fiscal do trabalho já movimentam os cursinhos preparatórios, que iniciam as aulas antes mesmo da saída dos editais. O concurso da Polícia Civil, Tribunal de Justiça, Detran, Polícia Federal e Rodoviária Federal são aguardados com ansiedade pelos concurseiros do Estado.
Mesmo não havendo restrição legal para a realização de concurso na administração pública, direta e indireta, em pleno ano eleitoral – o que depende de previsão legal e de prévia dotação orçamentária do ente realizador do certame - muitos contestam seu real objetivo, uma vez que geralmente formam um cadastro de reserva.
O Cadaminuto recebeu denúncias que os altos valores cobrados na inscrição - que ultrapassa os R$ 100,00, no caso de nível superior – poderia ser utilizado para o financiamento de campanhas eleitorais, principalmente no caso de concursos em prefeituras.Estas denúncias já estão deposse do MP.

A lei eleitoral se omite quanto à vedação de realização dessas provas em período eleitoral. Porém, o artigo 73 da lei 9.505/97 prevê que nesse período somente poderá ser nomeado o candidato aprovado em concurso público que tenha sido homologado até 3 meses antes da data da eleição.

Nos três meses que antecedem o pleito até a posse dos eleitos, pode haver nomeação para cargos do Judiciário, do Ministério Público, dos tribunais ou Conselhos de Contas e dos órgãos da Presidência da República e a nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do Chefe do Poder Executivo.
Caso a lei não seja cumprida, o concurso não será anulado. Mas, podem haver sanções para o servidor e para a administração, como a anulação da nomeação e multa que varia de 5 a 100 mil UFIRs (unidade fiscal de referência). Em caso de reincidência as multas são duplicadas e o ato pode ainda caracterizar improbidade administrativa.
Concurso público x eleições

O advogado Marcelo Brabo, que atua na área de direito eleitoral em Alagoas reforçou que os concursos públicos podem ser realizados antes do registro dos candidatos nos cargos que vão disputar e lembrou que isso acontece para evitar possíveis apadrinhamentos e possibilitar igual tratamento a todos os que vão disputar as vagas ofertadas.

“Os concursos que já tiverem sido homologados nesse período tem andamento normal. A lei 8666/93 regula a contratação de fundações que realizarão as provas, o que deve ser feito por meio de licitação para selecionar a proposta mais vantajosa para a administração. O Ministério Público de cada local tem a responsabilidade de acompanhar esses concursos”, explicou o advogado.
Brabo destacou que os valores pagos nas inscrições são referentes às despesas da empresa responsável pela realização das provas. “Essa remuneração poderia ser destinada ao município que realiza o concurso, por exemplo. Assim, não haveria ônus para a administração. O objetivo dos concursos é preencher vagas e eles não podem ser vistos com finalidade eleitoral”, destacou.
No caso dos concursos que oferecem inscrições para formar um cadastro de reserva o professor José Queiroz explicou que isso acontece porque os órgãos do governo tem dificuldade para a realização de concursos, que precisa passar por um processo burocrático, o que motiva a antecipação das provas para a possível necessidade de contratação. “A instituição não pode passar 3 anos esperando a autorização para o concurso, correndo risco de ficar sem funcionários”, lembrou.
“Esses concursos são muito concorridos e os aprovados podem ser chamados ou não. A concorrência chega a 400 candidatos por vaga e quem é aprovado em 1° lugar quer ser chamado, mas infelizmente tem que esperar, caso os titulares continuem trabalhando, pois é o 1° reserva. Isso não acontece apenas porque é ano eleitoral. Há uma legislação que estabelece prazos para a realização das provas e contratação”, ressaltou Queiroz.
Dinheiro das inscrições
A arrecadação do dinheiro das inscrições e a sua destinação não é fiscalizada. Isso porque os recursos não são orçamentários e não estão sujeitos a exame pelos tribunais de contas. Outra prática que tem sido questionada, inclusive pelos candidatos é o pagamento da tarifa de cobrança bancária, mais edital e ficha de cadastro impressos.
Cadastro de reserva
O Senado deve votar no próximo dia 24, o projeto de lei que prevê a proibição da realização de concurso público exclusivamente para a formação de cadastro de reserva. O objetivo da proposta é impedir que concursos promovidos pela administração direta da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios lancem editais em que os classificados do processo seletivo só são chamados à medida que surgem as vagas.
Com isso os editais de concursos públicos devem deixar claro o número de vagas a serem preenchidas. O projeto de lei não prevê a extinção do cadastro de reserva, e essa opção só será permitida nos concursos nos casos dos candidatos aprovados em número excedente ao de vagas ofertadas. O projeto passará primeiro pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e, caso seja aprovada, seguirá para Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), em decisão terminativa.

DIVULGAÇÕES

Tradução

Passaram por aqui

Sobre mim

Facebook

Velocidade da sua conexão

Amigos

Postagens populares

Pesquisar...